>

Eu adorava tá contigo,
Adorava tuas histórias,
Me matava de rir,
Mas havia umas que me matavam mais;
As mentiras,
Estas sim posso dizer que me matavam,
Literalmente,
E foi um acúmulo tão grande destas,
Que no fim,
Acabou que não só me matou,
Como também você,
Matou à nós.

bjs,
Yanna Cavalcante.

ps: como costumam dizer, não tenho coração, mas nada que leitura de poemas Simbolistas e obras Machadianas não resolva e inspire.

Anúncios

Sobre depoisdojantar

Tudo aleatório, postando quando der vontade.
Esse post foi publicado em texto. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s